• C N C P T
  • C N C P T: FROOTLESS DIAMOND

    heat-haze-fashion-blog-jaqueta-grunge-slip-dress-marina-diamonds-drunk-main-1

    Fala, galera! Tudo certo?
    Comigo tá tudo ótimo e com o Temer com certeza tá uma merda. #FORATEMER Metade do semestre foi e o inverno tá chegando despacito, o que causou revolta e desorganizacão no meu guarda-roupa. ALÔ PROGRAMAS DO DISCOVERY HOME & HEALTH, ME AJUDEM. Mas mesmo com esse frio ridículo, eu sigo firme e forte com as vibes do verão 2016/2017. Tô atrasada, eu sei, mas eu só descobri o álbum FROOT, da Marina and the Diamonds há pouco tempo e é só o que tem tocado no meu Spotify ultimamente. A letra poética e a estética 80`s me inspirou a misturar tudo com o meu soft grunge para fazer essas fotinhas maravilhousas e muito bêbadas.

    heat-haze-fashion-blog-jaqueta-grunge-slip-dress-marina-diamonds-drunk-0

    Se você já pirou nessa jaqueta, me abraça. Faz quase dois meses que eu comprei esta bagaça e eu não tiro do corpo por nada no mundo. A pelugem rosa foi tudo que eu pedi à deusa e o jeans é super gostosinho! Ele não é muito pesado, mas é grossinho o suficiente pra te manter aquecida nos dias e noites de outono, perfeita pra usar no trabalho, nos role e nos role do trabalho. Comprei na Renner, manas. #fikadika

    heat-haze-fashion-blog-jaqueta-grunge-slip-dress-marina-diamonds-drunk-2

    Depois que eu comecei a usar slip-dress por cima das camisetas, tudo na minha vida fez sentido. Sério, essa combinação é muito confortável e a sensação de estar ahazani é absoluta. Roubei essa bota pé 41 do meu irmão, sendo que eu calço 38. Mas com o tanto de amarração que ela tem, meu pé mal se mexeu. Particularmente, eu adoro usar sapatos grandes e robustos. Não sei exatamente o porquê, mas nos animes que eu assisto e nos original characters e croquis que eu crio, é uma das características que eu mais gosto de aplicar nas personagens femininas. Se vale de alguma coisa, essas peças grandes ajudam a dar a impressão que a gente emagreceu! (uau)

    heat-haze-fashion-blog-jaqueta-grunge-slip-dress-marina-diamonds-drunk-3

    Mais uma vez foi o meu irmão quem tirou as fotos aqui no quintal da minha casa. (pela 3ª vez, não aguento mais) Juro que ele minúsculo, mas se organizar direitinho as locações ficam ótimas. Foi lá pelas 20h/21h, tudo escurão e só o flash pra iluminar! Os efeitos tumblrgirl são patrocinados pelo Adobe Photoshop e foram criados por mimzinha. Fiquei pensando em fazer uma série de vídeos mostrando como eu edito as fotos e como é o meu processo criativo para desenvolver esses conceitos. Se vocês acharem legal, me avisa nos coments aí embaixo por que infelizmente ainda não trabalhamos com telepatia.

    heat-haze-fashion-blog-jaqueta-grunge-slip-dress-marina-diamonds-drunk-5

    Quem segue o blog nas redes (como assim vc não segueee, shame on you) deve ter visto que tem avatar novo, mais posts na timeline, anúncio patrocinado rolando por aí e uma panfletagem de marca pesadíssima. Essa história de “Eu não gosto de blog de moda. Eu gosto de moda.” não é uma ideia nova pra mim, na verdade foi exatamente daí que nasceu a Heat Haze. Apesar disso, foi só agora que eu tive maturidade o suficiente para entender o que eu queria dizer com isso. Nessa segunda metade de 2017, muita coisa linda vai chegar. yay

    heat-haze-fashion-blog-jaqueta-grunge-slip-dress-marina-diamonds-drunk-7

    Para o meu post ter cumprido a sua missão na terra, dessas três opções, pelo menos uma tem que ter te acontecido: a) Vc ter pensado “QUE PISÃO DE POST AAAAA”; b) Querer ouvir Marina and the Diamonds; ou c) Me seguir nas redes pq pelamordedeus
    Beijão e até a próxima <3

  • C N C P T
  • G R L S #2: HIPSTER TREVOSA

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog-(16)

    E aí, gente! Tudo beleza?

    Demorou muito, (muito mesmo) mas finalmente saiu mais um GURLS! <3 A última edição com a Mariana rendeu um feedback mega positivo, o que me deu ainda mais vontade de tocar esse projeto. Infelizmente, a correria do dia a dia me fez adiar esse editorial várias e várias vezes. Mas com isso eu tive bastante tempo para entender o que deu certo da outra vez e melhorar o que não deu. Nessa edição eu convidei uma aquariana gótica suave, parceira das bira, que me atura há cinco anos e não deixa eu perder o controle emocional (e financeiro): minha melhor amiga de outras vidas, Ana.

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (1)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (2)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (3)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (4)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (5)

    A ideia desse editorial nasceu pra mim como uma comemoração, um registro de nós duas nesses cinco anos de amizade. Cinco anos de “tu me busca?”, de bads intermináveis, de baladinha top, ódio compartilhado, pressentimentos que se concretizam e, infelizmente, de choro por macho. A gente se conheceu no primeiro ano do Ensino Médio falando sobre iCarly, Glee, escotismo e outras coisas aleatórias que, pensando agora, poderiam causar constrangimento e um forte sentimento de “nossa pq a gente falava disso?”. Chegar em casa e logar no Twitter era quase um ritual. Eu falava sobre as coisas mais desnecessárias e sem acréscimo nenhum à vida de quem me seguia (ok, todo mundo faz isso) mas o fato é que eu só falava da @anadubiela. Falava sobre o lanche que eu e a @anadubiela comemos naquele dia, sobre uma roupa que, casualmente, eu e a @anadubiela usamos parecido dia X e, sei lá, o espirro engraçado que ela deu no meio da aula de química. Os motivos que me levavam a ser tão insuportável eu não sei, mas os que me faziam gostar de estar na volta de uma pessoa que eu mal conhecia, eram bem claros: 1 – ela era legal; 2 – ela tinha cabelo vermelho; 3 – ela era muito, muito engraçada.

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (6)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (7)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (8)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (9)

    Pessoas bem humoradas são difíceis de achar! Ou pelo menos pessoas que tem um senso de humor compatível com o meu… Claro que não só de risadinha e ótimos momentos se faz uma amizade, mas dividir esses momentos me fez sentir que ela era diferente das outras amigas que eu já tive. E mesmo tendo divido a turma com várias amigas durante, quatro, cinco anos, nunca bateu uma afinidade forte. Bom, isso até aparecer uma aquariana pra provar que o zodíaco não é bobagem!

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (10)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (11)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (12)

    Beleza, o humor é bem parecido, mas as personalidades são completamente opostas! De um lado, eu: meiga e toda arrumadinha, cheia das queridisse e que sempre precisa perguntar qualquer informação pra qualquer funcionário de qualquer lugar. De outro, Ana: uma gótica do grunge emburrada, que força a amiga a perguntar qualquer informação pra qualquer funcionário de qualquer lugar por que ela não tá a fim de perguntar. Quem olha pode jurar que a gente não tem nada em comum, (eu já pensei assim) mas é justamente a personalidade que nos torna tão parecidas: diferentes por dentro e por fora, somos o inverso uma da outra. Sabe Yin e Yang? É exatamente isso! O que falta em mim, ela completa. E ela é foda. Ótima ouvinte, esforçada, pé no chão e sabe das coisas! Dá atenção na mesma medida que recebe, mas nunca te deixa na mão. Não saber lidar com demonstrações de amizade/amor é com ela mesma, mas eu ter aprendido a lidar com o fato de que ela não sabe lidar, é a maior prova de que, no meu desespero de sagitariana por afeição, eu consigo ler a reciprocidade da nossa amizade. Ficou confuso? Pois é… Talvez. Mas sei lá. Depois de cinco anos, isso faz sentido!

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (13)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (17)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (15)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (14)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (16)

    editorial-moda-fashion-amigas-hipster-grunge-style-blog (18)

    E aí, galera! O que acharam do post?
    Ficamos super felizes com as fotos e amamos o resultado! <3 O que vocês acharam?
    Beijão e até a próxima~

  • C N C P T
  • C N C P T: Set your eyes on me

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-(17)

    Olaaaaaar~ E aí, gente?! Tudo beleza?

    Por aqui tá uma correria… DDD: Quatro cadeiras na faculdade, tô cheia de tarefa, trabalho a milhão e vários projetos pessoais rolando ao mesmo tempo! (help!!!!!!) Apesar disso, ainda consegui um tempo para fotografar esse editorial lindão onde eu vou falar sobre um dos meus hobbies/atividade física/fun with bro favorita: jogar vôlei. (yay!!)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (3)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (2)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (1)

    É bem difícil dizer com precisão quando eu comecei a me interessar pelo esporte. A única certeza é que foi amor à primeira vista. Desde pequena eu sempre gostei de treinar e melhorar os fundamentos – além de obrigar qualquer pessoa disponível no momento a jogar comigo. Mesmo com as milhares de opções de jogos e atividades na educação física, (só futebol e vôlei, escola pública não tem condição, né gente) eu dava aquele primeiro grito de “MINHA BOLA DE VÔLEI! NINGUÉM SAI” e já fechava a rodinha.

    Até eu completar meus 10, 11 anos, o sonho de me tornar uma jogadora profissional era tudo pra mim. Assistia os jogos da seleção feminina, queria ter os equipamentos oficiais e era fã da Paula Pequeno. (faixa no cabelo, SEMPRE) Lá pelos 14, 15 as aspirações profissionais já eram bem diferentes, mas vamos focar no vôlei!

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (4)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (6)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (5)

    Nunca fui de me preocupar muito com a balança, mas no ano passado, durante um período de bad intensa de insatisfação com o meu corpo, eu montei um planejamento para o #ProjetoVerão2017 acontecer de verdade! Repensei a minha alimentação, cortei algumas coisinhas e incluí outras, o basicão para quem quer ter aquela vida fit. Tá, mas e a queima de calorias? Trabalhando oito horas por dia e estudando de noite quatro vezes na semana, eu não tinha a menor condição, e muito menos disposição, de praticar alguma atividade durante a semana. E nem me perguntem sobre academia durante almoço! Nunca consegui me imaginar feliz e muito menos animada numa academia. Fora o fato de que eu ia me sentir mega deslocada com toda aquela galera da batata-doce na volta. (que vergonha daquela gordura no braço ridícula que aparece usando roupa de treino)

    O que me restava era dividir as preciosas horas no PS3 durante o sábado e o domingo para suar a camisa. E como boa atleta de final de semana, lá fui eu me trancar na quadra por boas duas horas de rallys intensos, correria de uma ponta a outra da quadra e muito, mas muito suor. (de brinde, uma cara rosa estilo porquinho)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (8)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (9)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (7)

    Meu irmão é mega parceiro pra qualquer coisa! A gente se dá super bem e sempre pilhamos dar uma volta juntos, o que é certeza de fortes gargalhadas. No início, estávamos com todo o gás. Aparecíamos para jogar tanto sábado quanto domingo durante dois meses seguidos. Tudo show! Depois, começamos a faltar um domingo ou outro. Beleza. Mas, de uma hora pra outra, por motivos que nem nós mesmos sabemos direito, paramos completamente! Pronto, de volta a estaca zero.

    Mesmo que eu tivesse continuado, religiosamente, a dar as caras na quadra, não tenho certeza de que eu teria sentido mudanças positivas no meu corpo. Estava na hora de uma abordagem mais violenta! (literalmente) Eu já estava me rendendo à ideia de ir à academia quando… MUAY THAI! Eu descobri uma academia show de bola que ficava a 3 quadras curtinhas do trabalho. Que maravilha! Valor dentro do orçamento, turma pequena, galera show. Seria esse meu sonho? SIMMMMM! Sempre quis aprender a lutar e os treinos de Muay Thai caíram como uma luva nesse momento.

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (11)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (14)

    Com certeza eu vou fazer um post falando mais sobre o Muay Thai, mas o ponto é: praticar uma atividade só para alcançar as medidas é tããããão chato! A atividade física perfeita é aquela que te motiva não só a perder peso, mas, principalmente, a melhorar. Eu sempre gostei de atividades que exigiam força física e me encaixei perfeitamente no vôlei e no muay thai. A academia da esquina é sempre válida, mas se o plano é manter o corpo fit por um bom tempo, quem sabe aquela revisitada aos tempos de colégio não te ajudem na decisão? ; )

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (12)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (13)

    editorial-volley-esporte-sport-fashion-blog-volei-girl-photography (10)

    É isso aí, gente! Espero que tenham gostado do post. <3
    Mas me contem, vocês praticam alguma esporte? Se não, qual vocês gostariam de praticar?
    Beijão e até a próxima~


    Blusa, Top e Short: Renner | Casaco: Aliexpress | Tênis: Olympikus